Image //softwaredecalibracao.com.br/app/uploads/2019/08/a-certeza-da-duvida-1549548835.jpg

Resultado de calibração do equipamento fora do aceitável: o que fazer?

Autor: Categoria: Instrumentos de medição
Postado em:

Imprimir artigo
No artigo de hoje, irei falar um pouco sobre a validação do certificado de calibração e as formas de tratar um equipamento quando o resultado de calibração está fora do aceitável. Além disso, também falarei sobre a incerteza acima do critério de aceitação estabelecido.

Se você tem dúvidas sobre esse processo, fica comigo até o fim desse artigo. Vamos lá!

Indo além da calibração

Ao realizar a calibração de seus equipamentos conforme a periodicidade pré-estabelecida, você está demonstrando que se preocupa com seus processos e com a qualidade dos seus produtos e serviços, pois calibrar os equipamentos na hora certa ajuda manter os instrumentos medindo corretamente e, dessa forma, garantir a conformidade dos produtos.

Mas, apenas calibrar os equipamentos não é suficiente, pois o certificado apresenta apenas o resultado do quanto os instrumentos estão medindo, e isso não garante que esses resultados são aceitáveis para o seu processo.

Ao receber o certificado de calibração, você precisa conferir se os resultados são aceitáveis de acordo com as tolerâncias do seu processo. Por isso, é muito importante ter bem definidos os critérios de aceitação dos seus instrumentos.

A esse processo, de conferir os resultados de calibração com os critérios de aceitação do processo, damos o nome de validação de certificados de calibração.

O que fazer quando o resultado do equipamento está fora do aceitável?

Imagine que você usa um termômetro na faixa de (20 a 22) °C como padrão de verificações com outros equipamentos. Para esse termômetro, o erro máximo permissível (margem de erro) é de 2 °C. Ao calibrá-lo, no ponto de 20º ele apresentou erro superior ao permitido, por exemplo, 3 °C.

Nesse caso, você tem duas opções para continuar o uso desse termômetro: mudar o processo em que ele é usado ou liberar o uso desse equipamento em outra faixa de indicação. “Ai meu deus, e agora Ana, o que eu faço?” Calma, vejamos cada um dos casos:

Mudar o processo em que o equipamento é utilizado

Ao optar por mudar o termômetro de processo, você vai precisar utilizá-lo onde o erro do instrumento (no nosso exemplo, de 3 °C) seja aceitável. E no processo em que ele era usado anteriormente, você vai substituir esse termômetro por outro que atenda aos critérios de aceitação do processo.

Liberar o uso em faixa aprovada

Utilizando o mesmo exemplo acima, digamos que nos pontos de calibração entre  0 a 18 °C, o termômetro apresentou o erro de 2 °C (aceitável). Então, você pode utilizar esse equipamento na faixa que foi aprovada para continuar sendo seu padrão de verificações. Dessa forma, em processos que realizam medições na faixa de 0 a 18º graus, com um tolerância de 2º, podemos utilizar o mesmo equipamento sem problemas. Só precisamos trocar o equipamento sem faixas superiores a 18º.

É necessário ter muito cuidado ao liberar o instrumento de forma parcial, pois precisa ficar visível para todos que utilizam aquele equipamento que ele está liberado apenas em uma faixa específica. Uma dica legal é etiquetar o instrumento de forma que sua faixa de utilização fique visível para todos os envolvidos.

Cuidar dos seus equipamentos é cuidar da qualidade

Já falamos muito sobre isso aqui no Blog, mas o cuidado com seus equipamentos vai além apenas de mantê-los calibrados, verificados e com a melhor periodicidade estabelecida.

Gostaria de reforçar que o que precisamos entender é que a calibração e a validação dos critérios do seu processo são coisas diferentes. A calibração vai te mostrar como o instrumento está medindo, mas é necessário você validar e optar se esse instrumento é conforme ou não de acordo com a realidade do seu processo.

Então, é preciso também ficar atento se os resultados do instrumento estão aderentes às tolerâncias do processo que ele está inserido, e caso não esteja, tomar a melhor decisão para continuar ou não o uso desse equipamento.